.-~*'¨¯¨'*·~-.¸-(_ ( Contos Eróticos ) _)-,.-~*'¨¯¨'*·~-.¸, Sobrinho do meu marido visita intima na cadeia, Eu não via o sobrinho do meu marido a uns 2 anos mais ou menos, depois daqueles tórridos encontros, tinha estranhado seu sumiço, quando recebi uma ligação de sua mãe dizendo que ele se encontrava preso, Não foi por roubo nem assassinato o motivo dele estar preso mas isso não vem ao caso, A esposa dele também foi presa , mas ficará na cadeia feminina obvio, Então como a mãe dele já estava de mudança para outra cidade não pode desistir da mudança e nessa ligação me pediu para que desse uma força o visitando, Pensei eu Fazendo visita para um preso, Numa cadeia, Eu nunca havia entrado num lugar desses e para mim seria difícil de tomar essa decisão, mas havia um pedido de sua mãe, e não era um desconhecido para mim, mas sim o sobrinho do meu marido , que a alguns anos atrás era amante e que eu desistirá de continuar nossos encontros por achar que estava ficando muito perigoso que meu marido pegasse nós ainda mais lá em casa, Enfim fui visitá-lo na cadeia, confesso que estranhei o ambiente , mas aos poucos fui me acostumando, Ele quando me viu na primeira visita, ficou muito feliz , me abraço, chorou, explicou porque estava preso, nada de errado que se faça tem justificativa mas o entendi, E prometi que iria visitá-lo. Ele ficou muito feliz e fez me prometer que viria sempre. Eu disse que sim, No começo ficávamos no pátio juntamente com outras visitas, conversávamos muito e nosso olhar de desejo não escondida mais o que queríamos, Com o tempo ficávamos no quarto que ele dividia com mais 2 detentos. Uma família quase não ia visitar o outro, para não atrapalhar muito ficava com a esposa e 2 filhos no corredor, Nisso eu já tinha feito o pedido para que pudéssemos ter visita intima, disse que era sua noiva a 2 anos, já que com sua verdadeira mulher que também estava presa ele simplesmente se juntou, E depois de 1 ano pudemos realizar nosso desejo de nos sentir novamente um dentro do outro, consegui ter a tão esperada visita intima, E como seria a primeira visita intima entre um ano que estávamos nos encontrando, caprichei no visual, Fiz escova nos cabelos, deixei minha bocetinha bem raspadinha sem nenhum pelinho, tomei meu banho, passei o antigo perfume de quando eu usava quando tínhamos nossos primeiros encontros, Coloquei uma blusinha branca com um decote que deixasse meu seios a mostra, pensei em colocar uma sainha jeans curta, mas ia ficar meia prostituta risos, então preferi colocar uma saia de até os joelhos de babado, mas que deixava bem o formato de minha bunda redondinha, há não poderia ir sem a calcinha pois a tanto tempo imagino ele lá na cadeia preso querendo tirar uma calcinha aos poucos com a boca, meus pensamentos iam a loucura enquanto eu me produzia então aproveitei a blusinha branca e coloquei uma calcinha branca transparente na frente, e bem fio dental atrás, terminei colocando meu tamanquinho preto, Por fim passei apenas um brilho nos lábios e tinha comprado um bolo no supermercado coloquei em uma sacola e enfim cheguei ao presídio, Calor, filas, demora, mas o gostoso viria no final e isso que me acalmava, E passando pela revista entrei, acho que ele já me esperava ansioso, quando cheguei em sua frente senti um arrepio percorrer pelo meu corpo a sua cara já demonstrava o desejo de me possuir loucamente, e eu também já demonstrará que o desejava mais e estava louca para estar a sós com ele nem que tivesse que transando na cela de uma cadeia, Ele estava de chinelo de dedo, um calção jeans e uma camisa regata deixando a mostra seus braços fortes e moreno queimado de sol, Ele pegou a sacola e demos as mãos subimos as escadas, enfim chegamos na cela sentamos na cama, que neste dia estava vazia, acho que ele já tinha dado um toque para seus dois companheiros de cela, As cobertas e lençóis faziam tipo uma cabana, tomei um pouco de água que eu havia trazido mineral ele também tomou, naquele dia estava um calor infernal mas isso não atrapalharia de forma alguma nosso desejo, Sentada na cama da cela e ele ao meu lado, me olhando fixamente nos olhos começou a alisar minhas pernas começando do joelho e subindo por baixo da saia, Ele disse: Nossa falou meu nome, Não via a hora de chegar esse momento para poder sentir você novamente, Eu falei: Nem eu estava louca de saudades daqueles tempos que fazíamos loucuras lá em casa, Não havia tempo para muita conversa naquele dia , pois nosso desejo estavam a flor da pele, E sentada na cama ele já me agarrou e começamos a nos beijar loucamente, seu beijos estavam molhado, sentia sua língua indo de encontro a minha num beijo muito excitado que já estava me deixando molhada, Ele chupava minha língua com desejo enquanto sua mão que já estava nas minhas pernas subia de encontro com o que mais ele desejará naquele momento, Sentia um calor imenso tomar conta de mim, uma mistura de desejo, sexo, paixão, Enquanto nos beijávamos com muita intensidade ele alisava minha xaninha por cima da calcinha me deixando louca de desejo e cada vez mais molhada, Então ele foi descendo beijando meu pescoço e como num instinto selvagem, puxou minha mini blusa para baixo fazendo com que meus seios pulassem para fora e imediatamente começou a chupa-los como um bebe faminto, Ele chupava meus seios com tanta vontade, que eu estava ficando louca de tesão, ora ele juntava os dos e chupava com volúpia, E foi descendo beijando minha barriga e minha saia já estava na altura da cintura, quando ele viu pela minha calcinha transparente que eu estava completamente depiladinha sem pelos alguns, Só escutei ele falar ao me ver com aquela calcinha abaixado no meio de minhas pernas nossaaa, Ele novamente faminto com pressa puxou minha calcinha de ladinho e colocou sua boca sedenta no meu sexo, Ele começou lambendo ela interia que nem um cachorrinho com sede, e depois começou a chupar meu grelinho me levando a loucura ele chupava com tanta vontade que parecia que era a ultima vez que ele chupava uma xoxota, Eu gemia baixo, pois no corredor havia muito barulho de gente passando , crianças, detentos, Mas isso não estava atrapalhando em nada nossa excitação e desejo, Ele continuava chupando minha boceta ora mamava no grelinho, ora enfiava a língua nela, eu gemendo falei não to agüentando vou gozar na sua boca, E enquanto eu estava gozando pude ver o rosto dele no meio de minhas pernas,chupando meu grelinho e olhando para mim. Nossos olhos se encontraram enquanto eu desfalecia de prazer, Foi um gozo muito intenso, tamanha a vontade de me chupar novamente e a tempos que não mantinha contato oral ou sexual com nenhuma mulher, Rapidamente ele se levantou já com cacete duro, me sentei na cama ele ainda me deu um beijo na boca, Enquanto eu afastei sua mão e eu mesma desabotoei seu short e olhando com cara de safada para ele tirei para fora aquele pau duro como pedra, E também não agüentei tamanha a minha vontade enfiei o cacete todo na boca e comecei a chupa-lo, e ele segurou meus cabelos e ajudava no vai e vem de minha boca no pau dele, Ele gemia falava ai deliciosa, como você chupa gostoso, mama o pau do seu macho mama, Ele falando assim enquanto o chupava me deixava com mais tesão ainda louca para tê-lo dentro de mim novamente, Mas como fazia tempo que não o chupava procurei caprichar na chupada desci com a língua e fui lambendo o pau todo por fora. segurei suas bolas e ora chupava uma ora chupava a outra arrancando muitos gemidos dele, Depois subi novamente passando a língua no cacete chegando na cabecinha passei minha língua em volta e novamente enviei dentro da boca, Estava mamando gostoso em seu cacete, ele gemia falava isso minha puta, assim, vai engole esse cacete que é todo seu, Fiquei uns 10 minutos chupando o pau dele, Quando falei vem me pega de quatro, você sabe que é minha posição preferida, Ainda de roupa apenas com a saia levantada, coloquei minha calcinha de ladinho e senti aos poucos seu pau me invadindo, Ele fez de propósito foi colocando devagarzinho, senti primeiramente a cabecinha do seu pau entrando, e eu estava muito molhadinha mais fazia mais de 1 mês que eu não mantinha relação com meu marido eu estava doendo um pouco, pois ele estava com o pau bem duro, Mas aos poucos foi entrando quando sentia suas bolas encostando na minha boceta ele começou a bombar bem devagar, eu já estava ficando enlouquecida, quando ele foi aumentando o ritmo aos poucos e foi bombando cada vez mais forte, e veio falar o meu ouvido, minha gostosa que saudades dessa boceta tesuda que você tem, vai minha puta rebola no meu pau, Ouvindo ele falar dessa maneira o atendi prontamente comecei a rebolar enquanto ele fazia vai e vem na minha bocetinha molhada. E como eu não podia gemer ali, quando meus gemidos começaram aumentar ele tapou minha boca enquanto bombava cada vez mais, Falando Isso gostosa, rebola, fala pra mim que você estava louca de saudades de mim de nossas loucuras fala, Tirando sua mão de minha boca e continuando a me foder, Falei Isso meu gostoso estava louca para sentir esse teu pau tesudo dentro de minha boceta novamente, fode sua putinha fode enfia tudo.Ele falou: isso bem puta assim que eu gosto, Depois de bombar por mais um 2 minutos ele falou vem, senta aqui no colinho do seu macho, Quero te comer assim, minha vadia, Prontamente o obedeci e sentei de frente no seu pau, e comecei a cavalgar, ele aproveitou e colocou sua boca quente nos meus peitinhos e começou a mamar, Isso me deixou mais louca ainda, e comecei a rebolar, ele batia em minha bunda e eu gemendo baixinho no ouvido dele, Falava Isso bate, na sua putinha casada, merece apanhar, me bate mas me deixa cavalgar gostoso nesse pau delicioso, E continuei pulando no colo dele, cavalgando gostoso, senti nossos corpos molhado de suor, Minha mãos arranhavam as costas dele, num instinto selvagem de tesão e desejo, Ele ora batia na minha bunda , ora segurava e ajudava a subir e descer no pau dele, Só ouvia o barulho da minha boceta molhada engolindo seu cacete duro, Eu nisso eu já não estava agüentando mais e falei vou gozar, Ele falou no meu ouvido enquanto eu molhava seu cacete com meu prazer, Aiiiiiiiiiiiiiiii, ele tapou minha boca novamente. Sufocando meus gemidos, E no meu ouvido falava isso goza minha putinha, molha meu cacete com seu gozo, gozei intensamente com ele falando coisa são meu ouvido e enfiando a língua na minha orelha enquanto eu gozava, Gozei...e continuei cavalgando e falei vamos você não vai gozar, Ele disse não quero tirar mais o pau da sua boceta, tão quente, gulosa, Falou vou judiar de você, e continuei cavalgando seu pau estava todo melado pelo meu gozo, hora eu sentava devagarzinho ate entrar todo na minha boceta, hora eu cavalgava com força, sentia sua mão abrindo minha bunda ajudando me a subir e descer no seu pau, e aproveitou e ficou com o dedo encostado na portinha do meu cuzinho, Isso me dava mais tesão ainda, e falou no meu ouvido hoje como faz 1 ano que to sem sexo quero comer só a bocetinha mas a próxima visita intima nossa vou matar a saudades do meu cuzinho delicioso, E continuou a me foder por mais 10 minutos depois que eu gozei, ele gemia baixo, tapava minha boca, chupava meus seios novamente e falou...vou gozar, metade na sua boceta e metade em cima da sua bunda olhando seu cuzinho que eu vou comer da próxima vez, Fiquei de quatro na beira da cama, arrebitei como sempre a minha bundinha, e ele colocou no novamente seu pau na minha boceta bombando forte segurando minha bunda com suas mãos firme e falou vou gozar, E sentia sua porra quente me invadido, num jato forte, depois ele tirou o pau com pressa e novamente senti mais jatos quente de porra em cima da minha bundinha, que deliciosa essa sensação, E ele ficou passando o pau e espalhando sua porra quente por cima da minha bundinha e por ultimo ficou pincelando a portinha do meu cuzinho, Virei de frente para ele de pé abaixando minha saia, e ele abotoando seu calção. E me deu um demorado beijo de língua e nos abraçamos fortemente e ele safadamente falou no meu ouvido adorei matar a saudades cada vez nossa transa é melhor, e só não fodi seu cuzinho porque não ia dar tempo mas to louco de saudades dele, O chamei de cachorro, e ele disse você que é minha cadelinha safada, Olhamos no relógio havia apenas mais 15 minutos para o termino da visita, Sentamos na cama, ele pegou uma toalha para enxugarmos nosso zuor, tomamos água e ficamos conversando, E dali a 15 dias disse que voltaria para visitá-lo, Ele pediu para não abandona lo, eu prometi que nunca iria fazer isso, Nos beijamos novamente, acabado os 15 minutos restantes me despedi definitivamente me arrumei, Com a promessa que voltaria, e que ele mataria a saudades de comer minha bundinha novamente, contos eróticos casada no cio, amadora anal anus arrombada brasileirinhas buceta bucetinha bucetuda bunda carne mijada caroline miranda caseira cu foda Fotos funk gata gatas gostosa gozada gringa lesbicas linda loira modelo morena ninfeta pelada pornstar puta putaria putinha raspadinha revista sexo sexo anal sexy teen tetuda trepada vadia video xoxota xoxotuda youtube, atriz porno, brasileirinhas, filme porno, lana starck, loira, sexo, tesão, vivi com tesao, Vivi Fernandez


Fotos e Vídeos de relatos reais verídicos 2008 e 2009. Contos eroticos, conto erotico, historias veridicas, heterossexuais, lesbicas, gays, incestos, zoofilias, sadomasoquismos, orgias, teens, swings, menages, Héteros e Filminhos de Sexo, contos de casais, fetiches, contos sadomasoquistas, grupal e muito mais, Contos eróticos e histórias enviados pelos leitores classificados por heterossexuais, amadora anal anus arrombada brasileirinhas buceta bucetinha bucetuda bunda carne mijada caroline miranda caseira cu foda Fotos funk gata gatas gostosa gozada gringa lesbicas linda loira modelo morena ninfeta pelada pornstar puta putaria putinha raspadinha revista sexo sexo anal sexy teen tetuda trepada vadia video xoxota xoxotuda youtube, atriz porno, brasileirinhas, filme porno, lana starck, loira, sexo, tesão, vivi com tesao, Vivi Fernandez.










Eu não via o sobrinho do meu marido a uns 2 anos mais ou menos, depois daqueles tórridos encontros, tinha estranhado seu sumiço, quando recebi uma ligação de sua mãe dizendo que ele se encontrava preso.
Não foi por roubo nem assassinato o motivo dele estar preso mas isso não vem ao caso. A esposa dele também foi presa , mas ficará na cadeia feminina obvio.
Então como a mãe dele já estava de mudança para outra cidade não pode desistir da mudança e nessa ligação me pediu para que desse uma força o visitando.
Pensei eu? Fazendo visita para um preso? Numa cadeia?
Eu nunca havia entrado num lugar desses e para mim seria difícil de tomar essa decisão, mas havia um pedido de sua mãe, e não era um desconhecido para mim, mas sim o sobrinho do meu marido , que a alguns anos atrás era amante e que eu desistirá de continuar nossos encontros por achar que estava ficando muito perigoso que meu marido pegasse nós ainda mais lá em casa.
Enfim fui visitá-lo na cadeia, confesso que estranhei o ambiente , mas aos poucos fui me acostumando.
Ele quando me viu na primeira visita, ficou muito feliz , me abraço, chorou, explicou porque estava preso, nada de errado que se faça tem justificativa mas o entendi.
E prometi que iria visitá-lo. Ele ficou muito feliz e fez me prometer que viria sempre. Eu disse que sim.
No começo ficávamos no pátio juntamente com outras visitas, conversávamos muito e nosso olhar de desejo não escondida mais o que queríamos.
Com o tempo ficávamos no quarto que ele dividia com mais 2 detentos. Uma família quase não ia visitar o outro, para não atrapalhar muito ficava com a esposa e 2 filhos no corredor .
Nisso eu já tinha feito o pedido para que pudéssemos ter visita intima, disse que era sua noiva a 2 anos, já que com sua verdadeira mulher que também estava presa ele simplesmente se juntou.
E depois de 1 ano pudemos realizar nosso desejo de nos sentir novamente um dentro do outro, consegui ter a tão esperada visita intima.
E como seria a primeira visita intima entre um ano que estávamos nos encontrando, caprichei no visual.
Fiz escova nos cabelos, deixei minha bocetinha bem raspadinha sem nenhum pelinho, tomei meu banho, passei o antigo perfume de quando eu usava quando tínhamos nossos primeiros encontros.
Coloquei uma blusinha branca com um decote que deixasse meu seios a mostra, pensei em colocar uma sainha jeans curta, mas ia ficar meia prostituta risos, então preferi colocar uma saia de até os joelhos de babado, mas que deixava bem o formato de minha bunda redondinha, há não poderia ir sem a calcinha pois a tanto tempo imagino ele lá na cadeia preso querendo tirar uma calcinha aos poucos com a boca, meus pensamentos iam a loucura enquanto eu me produzia então aproveitei a blusinha branca e coloquei uma calcinha branca transparente na frente, e bem fio dental atrás, terminei colocando meu tamanquinho preto.
Por fim passei apenas um brilho nos lábios e tinha comprado um bolo no supermercado coloquei em uma sacola e enfim cheguei ao presídio.
Calor, filas, demora, mas o gostoso viria no final e isso que me acalmava.
E passando pela revista entrei, acho que ele já me esperava ansioso, quando cheguei em sua frente senti um arrepio percorrer pelo meu corpo a sua cara já demonstrava o desejo de me possuir loucamente, e eu também já demonstrará que o desejava mais e estava louca para estar a sós com ele nem que tivesse que transando na cela de uma cadeia
Ele estava de chinelo de dedo, um calção jeans e uma camisa regata deixando a mostra seus braços fortes e moreno queimado de sol.
Ele pegou a sacola e demos as mãos subimos as escadas, enfim chegamos na cela sentamos na cama, que neste dia estava vazia, acho que ele já tinha dado um toque para seus dois companheiros de cela.
As cobertas e lençóis faziam tipo uma cabana, tomei um pouco de água que eu havia trazido mineral ele também tomou, naquele dia estava um calor infernal mas isso não atrapalharia de forma alguma nosso desejo.
Sentada na cama da cela e ele ao meu lado, me olhando fixamente nos olhos começou a alisar minhas pernas começando do joelho e subindo por baixo da saia.
Ele disse: Nossa falou meu nome .
Não via a hora de chegar esse momento para poder sentir você novamente.
Eu falei: Nem eu estava louca de saudades daqueles tempos que fazíamos loucuras lá em casa.
Não havia tempo para muita conversa naquele dia , pois nosso desejo estavam a flor da pele.
E sentada na cama ele já me agarrou e começamos a nos beijar loucamente, seu beijos estavam molhado, sentia sua língua indo de encontro a minha num beijo muito excitado que já estava me deixando molhada.
Ele chupava minha língua com desejo enquanto sua mão que já estava nas minhas pernas subia de encontro com o que mais ele desejará naquele momento.
Sentia um calor imenso tomar conta de mim, uma mistura de desejo, sexo, paixão.
Enquanto nos beijávamos com muita intensidade ele alisava minha xaninha por cima da calcinha me deixando louca de desejo e cada vez mais molhada.
Então ele foi descendo beijando meu pescoço e como num instinto selvagem, puxou minha mini blusa para baixo fazendo com que meus seios pulassem para fora e imediatamente começou a chupa-los como um bebe faminto.
Ele chupava meus seios com tanta vontade, que eu estava ficando louca de tesão, ora ele juntava os dos e chupava com volúpia.
E foi descendo beijando minha barriga e minha saia já estava na altura da cintura, quando ele viu pela minha calcinha transparente que eu estava completamente depiladinha sem pelos alguns.
Só escutei ele falar ao me ver com aquela calcinha abaixado no meio de minhas pernas nossaaa.
Ele novamente faminto com pressa puxou minha calcinha de ladinho e colocou sua boca sedenta no meu sexo.
Ele começou lambendo ela interia que nem um cachorrinho com sede, e depois começou a chupar meu grelinho me levando a loucura ele chupava com tanta vontade que parecia que era a ultima vez que ele chupava uma xoxota.
Eu gemia baixo, pois no corredor havia muito barulho de gente passando , crianças, detentos.
Mas isso não estava atrapalhando em nada nossa excitação e desejo.
Ele continuava chupando minha boceta ora mamava no grelinho, ora enfiava a língua nela, eu gemendo falei não to agüentando vou gozar na sua boca.
E enquanto eu estava gozando pude ver o rosto dele no meio de minhas pernas,chupando meu grelinho e olhando para mim. Nossos olhos se encontraram enquanto eu desfalecia de prazer.
Foi um gozo muito intenso, tamanha a vontade de me chupar novamente e a tempos que não mantinha contato oral ou sexual com nenhuma mulher.
Rapidamente ele se levantou já com cacete duro, me sentei na cama ele ainda me deu um beijo na boca.
Enquanto eu afastei sua mão e eu mesma desabotoei seu short e olhando com cara de safada para ele tirei para fora aquele pau duro como pedra.
E também não agüentei tamanha a minha vontade enfiei o cacete todo na boca e comecei a chupa-lo, e ele segurou meus cabelos e ajudava no vai e vem de minha boca no pau dele.
Ele gemia falava ai deliciosa, como você chupa gostoso, mama o pau do seu macho mama.
Ele falando assim enquanto o chupava me deixava com mais tesão ainda louca para tê-lo dentro de mim novamente.
Mas como fazia tempo que não o chupava procurei caprichar na chupada desci com a língua e fui lambendo o pau todo por fora. segurei suas bolas e ora chupava uma ora chupava a outra arrancando muitos gemidos dele.
Depois subi novamente passando a língua no cacete chegando na cabecinha passei minha língua em volta e novamente enviei dentro da boca.
Estava mamando gostoso em seu cacete, ele gemia falava isso minha puta, assim, vai engole esse cacete que é todo seu.
Fiquei uns 10 minutos chupando o pau dele.
Quando falei vem me pega de quatro, você sabe que é minha posição preferida.
Ainda de roupa apenas com a saia levantada, coloquei minha calcinha de ladinho e senti aos poucos seu pau me invadindo.
Ele fez de propósito foi colocando devagarzinho, senti primeiramente a cabecinha do seu pau entrando, e eu estava muito molhadinha mais fazia mais de 1 mês que eu não mantinha relação com meu marido eu estava doendo um pouco, pois ele estava com o pau bem duro.
Mas aos poucos foi entrando quando sentia suas bolas encostando na minha boceta ele começou a bombar bem devagar, eu já estava ficando enlouquecida, quando ele foi aumentando o ritmo aos poucos e foi bombando cada vez mais forte, e veio falar o meu ouvido, minha gostosa que saudades dessa boceta tesuda que você tem, vai minha puta rebola no meu pau.
Ouvindo ele falar dessa maneira o atendi prontamente comecei a rebolar enquanto ele fazia vai e vem na minha bocetinha molhada. E como eu não podia gemer ali, quando meus gemidos começaram aumentar ele tapou minha boca enquanto bombava cada vez mais.
- Falando:
Isso gostosa, rebola, fala pra mim que você estava louca de saudades de mim de nossas loucuras fala.
Tirando sua mão de minha boca e continuando a me foder.
- Falei: Isso meu gostoso estava louca para sentir esse teu pau tesudo dentro de minha boceta novamente, fode sua putinha fode enfia tudo.
Ele falou: isso bem puta assim que eu gosto.
Depois de bombar por mais um 2 minutos ele falou vem, senta aqui no colinho do seu macho.
Quero te comer assim, minha vadia.
Prontamente o obedeci e sentei de frente no seu pau, e comecei a cavalgar, ele aproveitou e colocou sua boca quente nos meus peitinhos e começou a mamar.
Isso me deixou mais louca ainda, e comecei a rebolar, ele batia em minha bunda e eu gemendo baixinho no ouvido dele.
- Falava:
Isso bate, na sua putinha casada, merece apanhar, me bate mas me deixa cavalgar gostoso nesse pau delicioso.
E continuei pulando no colo dele, cavalgando gostoso, senti nossos corpos molhado de suor.
Minha mãos arranhavam as costas dele, num instinto selvagem de tesão e desejo.
Ele ora batia na minha bunda , ora segurava e ajudava a subir e descer no pau dele.
Só ouvia o barulho da minha boceta molhada engolindo seu cacete duro. Eu Nisso eu já não estava agüentando mais e falei vou gozar Ele falou no meu ouvido enquanto eu molhava seu cacete com meu prazer.
Aiiiiiiiiiiiiiiii, ele tapou minha boca novamente. Sufocando meus gemidos
E no meu ouvido falava isso goza minha putinha, molha meu cacete com seu gozo, gozei intensamente com ele falando coisa são meu ouvido e enfiando a língua na minha orelha enquanto eu gozava.
Gozei...e continuei cavalgando e falei vamos você não vai gozar?
Ele disse não quero tirar mais o pau da sua boceta, tão quente, gulosa.
Falou vou judiar de você, e continuei cavalgando seu pau estava todo melado pelo meu gozo, hora eu sentava devagarzinho ate entrar todo na minha boceta, hora eu cavalgava com força, sentia sua mão abrindo minha bunda ajudando me a subir e descer no seu pau, e aproveitou e ficou com o dedo encostado na portinha do meu cuzinho.
Isso me dava mais tesão ainda, e falou no meu ouvido hoje como faz 1 ano que to sem sexo quero comer só a bocetinha mas a próxima visita intima nossa vou matar a saudades do meu cuzinho delicioso.
E continuou a me foder por mais 10 minutos depois que eu gozei, ele gemia baixo, tapava minha boca, chupava meus seios novamente e falou...vou gozar, metade na sua boceta e metade em cima da sua bunda olhando seu cuzinho que eu vou comer da próxima vez.
Fiquei de quatro na beira da cama, arrebitei como sempre a minha bundinha, e ele colocou no novamente seu pau na minha boceta bombando forte segurando minha bunda com suas mãos firme e falou vou gozar.
E sentia sua porra quente me invadido, num jato forte, depois ele tirou o pau com pressa e novamente senti mais jatos quente de porra em cima da minha bundinha, que deliciosa essa sensação.
E ele ficou passando o pau e espalhando sua porra quente por cima da minha bundinha e por ultimo ficou pincelando a portinha do meu cuzinho.
Virei de frente para ele de pé abaixando minha saia, e ele abotoando seu calção. E me deu um demorado beijo de língua e nos abraçamos fortemente e ele safadamente falou no meu ouvido adorei matar a saudades cada vez nossa transa é melhor, e só não fodi seu cuzinho porque não ia dar tempo mas to louco de saudades dele.
O chamei de cachorro, e ele disse você que é minha cadelinha safada.
Olhamos no relógio havia apenas mais 15 minutos para o termino da visita.
Sentamos na cama, ele pegou uma toalha para enxugarmos nosso zuor, tomamos água e ficamos conversando.
E dali a 15 dias disse que voltaria para visitá-lo.
Ele pediu para não abandona – lo, eu prometi que nunca iria fazer isso.
Nos beijamos novamente, acabado os 15 minutos restantes me despedi definitivamente me arrumei.
Com a promessa que voltaria, e que ele mataria a saudades de comer minha bundinha novamente.
"));
Cadastre-se agora no maior site de namoro, romance, casamento e amigos do mundo !!!
Clique aqui e encontre a sua cara-metade... Cadastro TOTALMENTE GRATUITO !!!








eXTReMe Tracker